quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Obesidade em Gatos

em quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Olá,amores,Tudo bem com vocês?

Gatos são fofos e gatos gordinhos são mais ainda, certo? Errado! A obesidade pode acarretar diversas complicações para a saúde do felino e até leva-lo à morte. A Farmina Pet Foods, empresa de origem italiana especializada no desenvolvimento de soluções nutricionais para cães e gatos, alerta sobre os perigos da obesidade e explica como lidar com a doença. Confira no post abaixo o que fazer para evitar que o seu bichano entre neste grupo de risco.

foto de gato gordo
fotos da internet



Obesidade em gatos: os perigos da doença e como evitá-la


Quanto mais gordinho, mais fofinho. Pode parecer inocente, mas esse tipo de pensamento tende a ser prejudicial à saúde dos gatos. A obesidade pode acarretar diversas complicações para a saúde do felino e até leva-lo à morte. Conheça abaixo os perigos da obesidade, saiba como lidar com a doença e o que fazer para evitar que o seu bichano entre neste grupo de risco.


O que vem com a obesidade

A obesidade é uma complicação que não anda só. Ela pode contribuir com o surgimento de outros problemas de saúde, tais como doenças respiratórias, cardiovasculares, dermatológicas, ortopédicas, renais e hepáticas. A obesidade também aumenta as chances de o animal desenvolver diabetes, o que acarreta vários transtornos ao animal, podendo levar à morte.

Meu gato está obeso? 

O gato é considerado obeso quando apresentar um sobrepeso a partir de 30% do seu peso estimado. Para diagnosticar este estado, o ideal é leva-lo ao veterinário para uma avaliação, inclusive para identificar as causas da obesidade, que pode ser desde um comportamento sedentário somado a uma alimentação inadequada até uma situação de hipertireoidismo. Entretanto, há alguns truques que podem ajudar a identificar se o pet está acima do peso ou não: ao olhar o gato de cima, ele deve ter uma cintura visível e ao apalpar a região do tórax do animal, deve ser possível sentir as costelas. Esses são sinais de que o pet não está obeso, mas para uma avaliação completa e certeira, o recomendado é levar o gato para ser examinado no veterinário. 

Dieta para felinos obesos 

A perda de peso estimada para gatos é de 0,5 a 1% do peso corporal por semana. "Dependendo de quanto peso o animal tem que perder, o tratamento pode durar vários meses", alerta Patrícia Padovez, veterinária e coordenadora técnica da Farmina Pet Foods. Segundo a profissional, a dieta deve ser prescrita por um veterinário, que irá acompanhar a perda de peso e o escore corporal do pet. 

Alimentos coadjuvantes podem fazer parte do processo de emagrecimento de gatos. "Esse tipo de ração tem função terapêutica e auxilia no tratamento da obesidade, mas deve ser receitado por um veterinário", adverte Padovez. A Farmina oferece o Vet Life Natural Feline Obesity. Com baixa densidade energética e um elevado teor de fibras e proteínas de qualidade, o alimento é indicado para a redução do excesso de peso corporal em gatos adultos, além de ser formulado apenas com conservantes naturais e livre de transgênicos. 

Manutenção do peso

O gato emagreceu, mas o que fazer para ele não voltar a engordar? "Após a perda de peso estimada, o animal deve receber um produto de manutenção light e preferencialmente associado a alimentos da categoria úmido", indica a veterinária.
Por terem um alto teor de água na composição, os alimentos úmidos possuem baixa densidade calórica. "Além de auxiliar na manutenção do peso, eles são fundamentais para um consumo hídrico apropriado, já que a maioria dos gatos não bebe a quantidade diária de água suficiente", explica Patrícia.
De acordo com a especialista, para o manejo nutricional adequado, é importante levar em conta o peso e o grau de atividade do animal, sempre respeitando a quantidade de alimento sugerida na embalagem pelo fabricante.

Como evitar a obesidade

Gato sedentário tende a tornar-se obeso, por isso, estimular o gasto de energia é essencial. Ofereça brinquedos para o bichano se exercitar. Bolinhas, arranhadores, caixas de papelão e caneta laser são excelentes opções para o pet brincar. Outra dica é preparar o ambiente para que o animal se exercite: felinos gostam de lugares altos para explorar.Assim como acontece com os humanos, é muito mais difícil fazer com que o gato mude de comportamento depois de adulto do que já acostumá-lo desde filhote a ter uma rotina saudável. Por isso, a recomendação é expressa: "cuide para que o pet tenha uma alimentação balanceada e dedique momentos de brincadeira durante todas as fases da vida do animal", finaliza. E lembre-se da máxima: prevenir é sempre melhor que remediar! 

Sobre a Farmina

A Farmina, empresa de origem italiana presente na Europa há 50 anos e no Brasil desde 2009, é especializada no desenvolvimento de soluções nutricionais destinadas ao bem-estar de cães e gatos. Os alimentos são desenvolvidos por meio de um conceito nutricional cuja essência é a relação entre natureza + ciência. Da natureza, busca-se entender os instintos, necessidades nutricionais, comportamentos, hábitos dos animais e extrai importantes fontes de ingredientes. Com a ciência, realizam estudos científicos e o trabalho conjunto com profissionais especializados, que resultam em soluções nutricionais focadas na prevenção e no tratamento dos animais. Farmina Pet Foods; Happy pet. Happy you.  



Quer saber mais da Farmina acesse;www.farmina.com/




Então,amores,espero que tenham gostado do post!!!

Um grande beijo e até a proxima!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário